Na Mira dos Mandantes da Facada

18 de outubro de 2019 10:50

A investigação da facada em Bolsonaro continua…

Aquele que tentou o assassinato, Adélio, foi preso, Bolsonaro não ficou satisfeito com a explicação para o delito e acredita que foi vítima de um plano maior, portanto, as investigações continuam para se descobrir um possível conluio para assassinar o candidato a presidência da república que fora eleito.

Conforme informações do Jornal da Cidade Online, leia aqui, a Polícia Federal vai ouvir Adélio novamente, seu vizinho de cela, um iraniano, e um piloto do PCC na próxima semana.

O iraniano, Farhad Marvisi, e vizinho da cela de Adélio enviou uma carta ao presidente em que relatou ter ouvido de Adélio informações sobre outras pessoas que estariam envolvidas no crime.

Marvizi não é flor que se cheire porque cumpre 20 anos de cadeia por ter atentado contra a vida de um auditor da Receita Federal em 2008, provavelmente porque ele foi investigar a organização criminosa que Marvizi comandava e que cometia delitos de contrabando, homicídio, sonegação fiscal e falsificação de documentos em Fortelaza (CE).

O ex-piloto ligado ao PCC também será ouvido porque teve contato com Adélio.

Será que descobrirão quem mandou matar Bolsonaro ou se alguém mandou matá-lo de fato?

As investigações estão progredindo, aguardemos.

Receba informações em primeira mão