Absurdo, Menino de 12 anos confessa ter assassinado sua coleguinha de 9 aninhos.

2 de outubro de 2019 02:19

Novas revelações do caso de Raíssa Eloá Caparelli Dadona, menina de 09 anos que fora encontrada morta no último domingo, dia 29, no parque Anhanguera em São Paulo capital choca o país.

Conforme informações policiais, um menino de 12 anos e colega da menina assassinada confessou ter cometido o bárbaro crime aos seus pais que foram corajosos o suficiente para levar o caso para a polícia.

O menino havia contado para a polícia, na data em que fora interrogado pelo primeira vez, que um homem teria sido responsável pelo crime.

O adolescente, na segunda oitiva, confessou detalhes sórdidos de como executou o ato repugnante: ele teria caminhado com a menina até a mata para brincar, só que algo aconteceu nesse momento (informação que não foi revelada até então) que fez com que a brincadeira se tornasse um ato de tortura, pois o menino começou a agredir Raíssa com as mãos e depois passou a avançar no nível de agressão utilizando um pedaço de pau. Ao final, o adolescente utilizou uma corda para laçar a pobre Raíssa e prendeu-a a uma árvore pelo pescoço. Lá ela ficou presa até ser asfixiada e morrer como um animal.

Conforme informações da polícia, o menino de 12 anos não demonstrou emoção ao depor, nem apontou o motivo da conduta ignóbil.

Seria este um caso de psicopatia?

Descanse em paz anjo Raíssa Eloá Caparelli e que a justiça seja feita.

Receba informações em primeira mão